Conheça os benefícios corporativos que diminuem a rotatividade de pessoal

Como você avalia o fluxo de entrada e saída de funcionários da sua empresa? Vocês estão sendo bem-sucedidos em manter os colaboradores trabalhando na organização por vários anos? Ou a contratação de novos funcionários costuma ser uma preocupação frequente? A taxa de rotatividade nas empresas brasileiras ficou em 38,5% no ano de 2016 – um índice menor do que nos anos anteriores, mas que continua muito alto.

5 maneiras de inovar a área de recursos humanos

Inovação é uma daquelas palavras que está na moda e todas as empresas perseguem, mesmo sem saber exatamente como proceder. Entretanto, podemos dizer que inovar é, sim, muito importante para o sucesso de uma organização. E isso ganha ainda mais destaque na área de recursos humanos. O RH é cada vez mais importante para o funcionamento de toda a empresa, desde a elaboração de estratégias até a execução das atividades pelos colaboradores. Sendo assim, não é de se estranhar que a inovação nessa área mereça tanto destaque.

A importância de dar autonomia ao RH nas tomadas de decisão

O setor de Recursos Humanos ocupa uma posição cada vez mais importante dentro da estratégia de uma organização. A velha ideia de que o RH cuida apenas da contratação e treinamento dos colaboradores deu lugar a um papel essencial nas tomadas de decisão. Justamente por conta dessa posição de destaque – que pode refletir nos resultados alcançados – é que surge a importância de dar ao seu RH autonomia nas tomadas de decisão. É somente dessa forma que o trabalho poderá ser desenvolvido da forma mais eficiente. Do aumento da produtividade até a redução da rotatividade, o RH pode contribuir fortemente em diversas áreas vitais de uma empresa. Veremos neste artigo como dar ao RH autonomia na tomada de decisão e ajudar a organização a alcançar seus objetivos!

Trabalhe com os melhores: como entrevistar profissionais para sua loja?

A contratação de um novo colaborador é uma tarefa muito delicada para muitas empresas. É difícil conseguir definir quem são os melhores candidatos e estimar, antes da contratação, a qualidade dos seus serviços para o negócio. Uma escolha equivocada pode trazer várias consequências negativas: gastos com rescisão de contrato e com a admissão de um novo colaborador, queda na produtividade e diversos outros imprevistos que são consequências de um trabalho mal executado.

Motivação nas organizações: 10 técnicas simples e efetivas

Em se tratando do mundo corporativo, por melhores que sejam o planejamento estratégico, a infraestrutura e a qualidade dos processos de produção de uma organização, se os colaboradores não estiverem motivados para contribuir eficientemente para o sucesso da organização, dificilmente serão alcançados bons resultados. É por esse motivo que as empresas buscam constantemente elevar o nível de motivação de seus funcionários. Porém, por tratar-se de um elemento abstrato e de difícil avaliação, muitos

Como a gestão de pessoas ajuda a reduzir custos na construção civil?

Ao contrário do que muitos empreendedores imaginam, a gestão de pessoas de uma empresa pode ser um fator vital na redução de custos e melhoria das condições financeiras, e o trabalho do RH vai muito além de serviços burocráticos em relação aos funcionários. No ramo da construção civil, o modelo de trabalho, geralmente, é o da prestação de serviços, o que quer dizer que há a necessidade de uma mão de obra qualificada para a entrega de um bom resultado – e o RH é o setor responsável por contratar as equipes. Mas como a gestão de pessoas na construção civil pode reduzir os custos? Para responder essa pergunta, é preciso considerar que existe uma relação entre ela, o aumento da produtividade, retenção de talentos e redução de custos. Acompanhe.

Como otimizar a gestão de benefícios nas empresas?

Agradar os funcionários e manter o equilíbrio financeiro dentro de uma organização nem sempre é uma tarefa fácil. Esse é um desafio que muitos gestores enfrentam no seu dia a dia. A complexidade é ainda maior em um contexto no qual não basta mais recompensar os colaboradores apenas com um bom salário. É preciso oferecer uma série de benefícios que atendem às necessidades profissionais e pessoais de cada um deles.

Problemas com funcionários? Confira 5 dicas para reduzir riscos trabalhistas

Uma grande preocupação das empresas que contratam funcionários são os riscos trabalhistas. Esse fato se justifica pelo alto número de ações trabalhistas no Brasil: em 2016, foram cerca de 3 milhões novos processos abertos. Entretanto, esse é um assunto bastante complexo para muitos empreendedores. São tantas exigências espalhadas pela legislação que, muitas vezes, a empresa comete deslizes não por agir de má-fé, e sim por falta de conhecimento. É preciso tomar cuidado com o registro correto dos empregados, recolhimento dos encargos sociais, segurança do trabalho, direitos trabalhistas, entre diversos outros detalhes. Você não pode se descuidar por um instante sequer.

Como elaborar um plano de incentivos para funcionários

Montar uma equipe eficiente, motivada e focada nas metas estabelecidas é um grande desafio enfrentado pela maioria dos gestores. Para atingir esse objetivo, aposta-se em fatores que estimulam a motivação interna e externa dos colaboradores. Porém, muitas vezes é difícil controlar a motivação dos funcionários – afinal, cada um possui seus objetivos próprios e fatores pessoais. A solução encontrada para esse problema é a implementação de incentivos variáveis de acordo com o rendimento.

As vantagens de fazer parte de uma associação comercial

Por que fazer parte de uma associação comercial? Essa pergunta é muito comum entre os empreendedores que não conhecem a fundo o trabalho dessas instituições – e, por conta dessa falta de informações, ficam com muitas dúvidas e receosos de adentrar em uma associação comercial. O principal motivo para essa resistência é a falta de compreensão do custo x benefício de ser um associado. Os novos empresários julgam não precisar de uma conta a pagar a mais ao final do mês. Já os empresários que estão há anos no mercado já chegaram tão longe sem contar com uma associação comercial, então, por que deveriam fazer isso agora? Entretanto, é preciso levar em conta todas os benefícios de fazer parte de uma associação comercial. Assim como em qualquer aquisição feita por uma empresa, o importante é perceber um valor maior que o custo. E é isso que mostraremos a você neste artigo. Confira os maiores motivos para ingressar em uma associação comercial!

Você sabia que a felicidade dos colaboradores influencia sua produtividade?

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Stanford mostrou que profissionais infelizes produzem 18% menos do que são capazes. Mais do que isso: o lucro das empresas que não conseguem fazer seus colaboradores felizes é 16% menor do que aquelas que oferecem um grau satisfatório de realização. Estes números vão ao encontro de um outro estudo realizado pela Sociedade Americana de Gestão de Recursos Humanos (SHRM), também em nível global: apenas 39% dos entrevistados se disseram muito satisfeitos com seu trabalho. Para 64% dos profissionais, a confiança entre a gerência e seus subordinados é um fator decisivo na satisfação. Outros apontaram o reconhecimento do desempenho (55%) como muito importante. A pergunta é: o que sua empresa tem feito para elevar a felicidade de seus funcionários? A satisfação dos colaboradores do seu negócio está em pauta, ela é vista como importante dentro da estratégia de competitividade?